quarta-feira, 6 de março de 2013

RN: média é de 3,7 homicídios diários

Dolce & Gabbana114641

O Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) registrou 235 homicídios no Rio Grande do Norte do dia 1º de janeiro deste ano até ontem, o que representa 24,50% do total registrado em todo o ano de 2012 (959). Foram 102 ocorrências em janeiro, 118 em fevereiro e mais 15 nos quatro primeiros dias de março. A média é de 3,7 homicídios por dia, o que representa um aumento de 41,76% em relação à média registrada em 2012 - 2,61.  Os registros são disponibilizados diariamente no site da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed), e foram contabilizados pela reportagem da TRIBUNA DO NORTE. Segundo os dados do Itep/RN, somente nos dias 9 e 29 de janeiro não ocorreram assassinatos. A maioria das vítimas é homem, com idade variando entre 20 e 30 anos de idade. E os homicídios, em sua maioria, são provocados por disparos de arma de fogo.   A crescente taxa de mortalidade provocada por mortes violentas, especificamente assassinatos, vem sendo evidenciada através dos registros numéricos no decorrer dos anos. Entre 2000 e 2010, o aumento no número de casos  foi de 157%, quando o crescimento populacional chegou a apenas 14%. Informações oficiais da Subcoordenadoria de Estatística e Análise Criminal da Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) do Rio Grande do Norte também confirmaram o crescimento no número de homicídios em Natal e região metropolitana entre 1º de janeiro e 26 de novembro 2011 e o mesmo período do ano passado. O aumento foi de 17,9% na capital e 13,8% na Grande Natal. A Subcoordenadoria também divulgou os números de Mossoró e na Região Oeste neste mesmo período. Os dados vão de encontro aos constatados na capital potiguar, tendo diminuição de 39,7%. A Sesed foi procurada pela TN, que buscava informações acerca de projetos desenvolvidos pelo Estado que visem o combate ao aumento de assassinatos no Rio Grande do Norte, mas não obteve êxito. A assessoria de imprensa da pasta informou que o titular, Aldair da Rocha, viajou para fazer um treinamento relativo aos procedimentos a serem adotados durante a Copa do Mundo de 2014. O assessor disse que somente o secretário poderia repassar detalhes sobre os programas do Governo. A Sesed planeja criar uma Divisão Especializada na Investigação de Homicídios, mas as tentativas não saíram do papel. Aldair chegou a anunciar, na semana passada, que ela será aberta ainda este ano. MP investiga execução de jovens O Ministério Público do RN está investigando a existência de um grupo de extermínio atuando na execução de jovens e adolescentes que tinham cometido atos infracionais. A assessoria de imprensa do MP confirmou que há um grupo de promotores de Investigação Criminal tentando elucidar as ocorrências de homicídios desta espécie na Região Metropolitana. O Ministério Público está fazendo um mapeamento dos casos, os dividindo por locais de maior incidência. Há também um trabalho de levantamento das investigações já iniciadas pela Polícia Civil para apontar os possíveis autores dos assassinatos. A investigação do MP foi aberta depois do recebimento de dados levantados pelas 1ª e 3ª varas da Criança e da Juventude de Natal. Os titulares das duas varas, os juizes José Dantas de Paiva e Homero Lechner, constataram que, somente no ano passado, 325 menores de 21 anos de idade morreram na capital potiguar. O magistrado José Dantas confirmou que deste total, 70% foram vítimas de mortes violentas. Os números levam em consideração as pessoas com até 21 anos, porque esta é a idade máxima de cumprimento de medidas socioeducativas em virtude de infrações cometidas na adolescência. São considerados adolescentes pessoas entre 12 e 18 anos de idade, com internação máxima de três anos em locais de recuperação através de medidas socioeducativas, segundo explicou o juiz Homero Lechner. Para ele, os índices de mortalidade destes jovens não são normais. "Estão matando os adolescentes, mas quem está fazendo isso é a polícia que precisa dizer", declarou. "A maioria dos adolescentes estava ligada a algum ato infracional, cujo processo ainda estava em andamento", revelou o magistrado Homero Lechner. Os altos índices de assassinatos só foram percebidos porque depois de solicitar novas intimações direcionadas aos adolescentes, os magistrados recebiam a informação de que o óbito do menor de idade já havia acontecido. "Isso começou a se repetir e fomos percebendo essa coincidência estranha", explicou o juiz. Nos últimos 64 dias, 178 armas foram retiradas das ruas  O comandante geral da Polícia Militar, coronel Francisco Canindé de Araújo Silva, afirmou que 178 armas foram apreendidas pela PM em 2013. O número total de armamentos recolhidos no ano passado foi de 921, e de 823 em 2011. para o coronel Francisco Araújo, a retirada das armas das ruas pode auxiliar na diminuição dos assassinatos e outros crimes, como assaltos. "Quanto mais apreendermos armas, mais evitamos que crimes sejam cometidos com elas", disse o oficial.  Na manhã de ontem, inclusive, mais uma apreensão foi realizada em conjunto pelas polícias Civil e Militar. O alvo foi um grupo de suspeitos do bairro de Mãe Luíza. Três homens foram presos e um adolescente apreendido na ação. Com o grupo, foram apreendidos celulares, uma balança de precisão, maconha e um revólver calibre 38. Houve troca de tiros durante a ação e o adolescente acabou sendo baleado, mas foi socorrido pelo Sistema Móvel de Atendimento de Urgência (Samu) e passa bem.  A polícia aponta o grupo como responsável por assaltos a granjas em São José de Mipibu, na Grande Natal. Apesar do esforço da polícia para a retirada das armas das ruas, os números crescentes das apreensões têm sido diretamente proporcionais ao aumento dos crimes de assassinato no Estado. Governo promete investir R$ 100 mi O Governo do Rio Grande do Norte tem R$ 100 milhões para investir em aparato policial em 2013, segundo a governadora Rosalba Ciarlini. De acordo com a "Mensagem Anual à Assembleia Legislativa" da chefe do Executivo, os recursos são de ordem estadual e federal. Rosalba afirmou que o montante vai cobrir gastos da chamada 'matriz de responsabilidades para a Copa do Mundo 2014', na área da segurança, que, ainda de acordo com o documento, deve ser assinada nas próximas semanas. Também na Mensagem Anual, Rosalba Ciarlini confirmou que o Centro Integrado de Segurança Pública (Ciosp) será transferido para o Centro de Comando de Controle, a ser instalado na Escola do Governo. Rosalba disse que o Ciosp será informatizado e modernizado. A governadora garantiu ainda o aumento da frota de viaturas e a requalificação de policiais civis e militares para realização operações preventivas antiterror e de controle de eventos de grande porte, nos estádios e nas festas que reunirão torcedores.

Tribuna do Norte

Postado por guardamunicipaldemacau

http://gmmacaurn.blogspot.com.br/2013/03/rn-media-e-de-37-homicidios-diarios.html

O Guardião

Nenhum comentário: