sábado, 2 de março de 2013

PREFEITO DE BENTO FERNANDES PERSEGUE TRABALHADORES

O prefeito de Bento Fernandes está sendo acusado de perseguir politicamente os trabalhadores do muncípio que não votaram nele. Após vencer uma eleição onde precisou gastar muito dinheiro para ser eleito, o prefeito resolveu se vingar e "baixar a macaca" nos servidores municipais como diz um "apadrinhado" dele. Ivanaldo sequer mora na cidade para a qual foi eleito como prefeito, vai lá uma vez por semana e à noite. Ele quase nunca vai a Bento Fernandes porque mora em Natal e trabalha no Gabinete do Dep. Ricardo Mota.
Os auxiliares do prefeito a mando dele estão praticando assédio moral, dificultando a vida daqueles que estudam, mudando os servidores do seu local de trabalho, discriminando as mulheres e prestando um desserviço à população da cidade, chegando ao ponto de proibir que uma funcionária pudesse andar no próprio carro da prefeitura. Em relação à Guarda Municipal, o prefeito retirou o Adicional Noturno, está desmontando a dupla de serviço, não paga o Adicional de Risco de Vida e a sede da GM está totalmente deteriorada, precisando de uma reforma urgente. Resumindo, o Prefeito Ivananldo está mostrando que não tem qualquer respeito pela segurança do munícipe  e pelos servidores públicos. O SINDGUARDAS/RN já está cobrando a reforma imediata da sede da GM, vale-alimentação, Auxílio-transporte e o Adiconal de Risco de Vida para a categoria. Caso os problemas não sejam solucionados, iremos realizar uma grande mobilização na cidade de Bento Fernandes e também agilizar ações judiciais. Postado por SINDGUARDAS/RN http://sindguardasrn.blogspot.com.br/2013/03/prefeito-de-bento-fernandes-persegue.html
O Guardião
Esse não é um caso isolado na região do Mato Grande, muito menos nas praticas de gestão de pseudo administradores públicos municipais, em sua maioria semianalfabetos ignorantes que preferem a truculência ao invés do dialogo.
Acham-se donos da coisa pública ao ponto de não prestarem contas de seus atos achando que vivem ainda os tempos dos coronéis, “casando e batizando” de forma inescrupulosa e arbitraria.
É o cumulo do absurdo, alem de sonegas os direitos inerentes as atividades dos servidores e de sucatear as instituições e seus serviços, buscam de toda forma prejudicar o crescimento pessoal dos servidores dificultando a busca por uma melhor qualificação.
É lamentável e revoltante a inércia de muitos frente ao abuso do poder impetrado pela força e ignorância, e uma infelicidade ver nossos municípios sendo gerido por esse tipo de gestão indolente descompromissada e demagoga.










Nenhum comentário: