sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Treinamento da Guarda patrimonial de Macau

 

Está acontecendo há mais de uma semana em Macau o treinamento com a guarda patrimonial do município. Treinamento que visa preparar o servidor para atendimento de urgências, além de preparação pessoal para servir ao município com qualidade e o bem estar de um povo com segurança e responsabilidade.

O investimento feito pelo gestor municipal através da Secretaria de Gestão e Serviços já chega à ordem de R$ 500.000,00( Quinhentos mil reais). O valor atende a guarda patrimonial com dois veículos, quatro quadriciclos e oito motos. Como também tem o objetivo de oferecer cursos de preparação pessoal de sessenta servidores municipais.

O treinamento da Guarda Patrimonial procura readequar o servidor n’uma realidade para servir a população com respeito, zelo e o cuidado com o patrimônio Público municipal.

Enviado por e-mail pelo amigo CGA Ivanaldo da GMN.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

A QUEM INTERESSA UMA GUARDA MUNICIPAL DESACREDITADA?

A QUEM INTERESSA UMA GUARDA MUNICIPAL DESACREDITADA?

A questão é: A quem interessa uma Guarda Municipal desacreditada, desautorizada, fraca ou imobilizada nos parques e próprios municipais?

As pessoas de bem, os trabalhadores, os comerciantes, enfim, as pessoas que habitam na periferia e os pais que tem seus filhos na idade escolar, com certeza querem segurança.

Alguns, inclusive os auto-intitulados especialistas, dizem que basta chamar a Polícia Militar.

É público e notório que o efetivo da gigante Polícia Militar, cerca de 120.000 profissionais, não é suficiente para cobrir a demanda. Daí a lacuna ser preenchida pelas Guardas Municipais no Brasil. Há municípios que o efetivo da PM é de 16 homens, 30 homens. Divida esse efetivo por 4 turnos, vejam quantos estão efetivamente patrulhando. E se dobrar esse número vai adiantar? Não, de 16 passaria a 32, e de 30 passaria a 60, que dividido por 4 teríamos em município com cerca de 40.000 habitantes, 15 policiais trabalhando. E, como o efetivo total foi dobrado, passaríamos de 120 mil para 240 mil homens!!!
Sabidamente o Governo do Estado está reduzindo seus investimentos na área da saúde, segurança, habitação, segundo o Blog Transparência São Paulo, "Os investimentos para garantia da segurança dos paulistas tiveram corte de 62,6%. No ano passado, o repasse para a Secretaria foi de R$ 194,6 milhões; em 2011, o valor ficou em R$ 72,7 milhões. Na habitação a redução foi de 39,6 milhões." (link ao final)

É portanto, muito mais democrático, racional e produtivo, que o Estado arque com os custos da Polícia Militar e os Municípios complementem com as Guardas Municipais. Temos a divisão de custos, agilização no gerenciamento e maior eficácia no atendimento às ocorrências. Para quem não sabe, basta pesquisar junto à população: "A Guarda Municipal sempre chega primeiro nas ocorrências" Isto é fato em todos os municípios em que a Guarda é operante.

Recente pesquisa do IBOPE, sobre a confiabilidade de onze instituições perante a sociedade, a Guarda Municipal ficou em terceiro lugar, perdendo apenas para as Forças Armadas e para a Polícia Federal. A Polícia Civil ficou em sexto lugar e a Polícia Militar ficou em sétimo!! Em último ficou, logicamente, o Congresso Nacional e, imaginem, em penúltimo (10 lugar) ficou o Poder Judiciário.

As Guardas Municipais têm sim, detalhes a serem corrigidos. Porém não serem desprestigiadas ou desacreditadas.

Quanto á Constitucionalidade, a Guarda Municipal esta inserida no Título V da Constituição Federal, "Da defesa do Estado e das Instituições democráticas" Defender o estado é defender seu território, povo e sua soberania. A Soberania do estado consiste em impor sobre a população em seu território a vontade (Lei) do Estado. Os Guardas Municipais, juntamente com as Forças Armadas, Polícias Militares, Polícias Civis, Polícia Federal e Bombeiros Militares são os únicas instituições claramente inseridas na Defesa do Estado e das Instituições Democráticas. Por seu turno, a Guarda Municipal está inserida no Capítulo III do Título V, ou seja DA SEGURANÇA PÚBLICA. Me custa crer que a Guarda esteja inserida no capítulo "Segurança Pública" e não possa atuar na segurança pública!!! A demanda por segurança no país não está carente de interpretação meramente legalista, está carente de SEGURANÇA!!! Aliás, não é por acaso que as três principais atribuições e fundamentos da existência do Estado sejam exatamente os serviços mais precários neste país, a saber: EDUCAÇÃO, SAÚDE E SEGURANÇA.

As Guardas precisam sim, serem melhor estudadas para melhor inseri-las no contexto das demandas por segurança. Por falar em DEMANDA: Alguém já ouviu algum clamor popular por Guardas Municipais para cuidar de bens, serviços e instalações? A DEMANDA VEM DO CLAMOR: QUEREMOS SEGURANÇA!

Finalmente, insta constar que a Guarda Municipal é a instituição que mais sofre controle externo: para trabalhar armada a lei obriga que tenha uma ouvidoria e uma corregedoria independente. Além disso tem a Câmara dos Vereadores e os munícipes. Um Guarda Municipal é facilmente identificado, pois a sede é de conhecimento público. Não bastasse, todos os guardas se submetem a avaliação psicológica a cada dois anos e anualmente são submetidos a curso de tiro, defesa pessoal e revisão de procedimentos. É a única corporação que está constantemente se aperfeiçoando.

Assim sendo, acredito que está chegada a hora de nos unir, sim, para um debate, para um novo paradigma de segurança pública, tendo em vista o Brasil do futuro, e não ficarmos batendo na mesma tecla de um modelo de segurança sabidamente falido. Este é o momento de fazer história, e a nossa Constituição, para quem não se conscientizou, é uma Constituição temporária, que deve ser emendada até chegar á sua maturidade.

Osmar Ventris

Advogado formado pela USP, pesquisador na área de Segurança Pública Municipal. Tendo recebido da Câmara Municipal de Sorocaba "Votos de Congratulação" pelo seu trabalho em prol da segurança pública municipal.

Autor do Livro: Guarda Municipal: "Poder de Polícia e Competência"

obs: amanhã, dia 13 as 12:30 hs receberá na Câmara Municipal de Sorocaba o Certificado dos Votos de Congratulação.

(http://transparenciasaopaulo.blogspot.com/2011/12/em-2011-alckmin-cortou-r-35-bilhoes-em.html)

Postado por Dr Osmar Ventris

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

O GCM, baixo salário e o bico nosso de cada dia

 

Autor: Lúcio Contiero Prezzoto (GCM Prezzoto)

Guarda Municipal de Santo André

Professor de Português e Espanhol - Unianhaguera

Editor do Blog "Amigos da Guarda Civil"

O baixo salário recebido pelos GCMs é o fator gerador de uma situação a ser enfrentada por esses profissionais: a necessidade de conciliar o trabalho da GCM com outra profissão, ou seja, o chamado bico.

Praticado por boa parte dos Guardas, a atividade remunerada extraordinária à escala de serviço e de caráter privado, não fica restrita somente aos GCMs de baixa hierarquia da corporação quando não envolvidos em bico estão tentando disputar migalhas de horas extras em extenuantes jornadas aflitivas .(Algumas GCMs não tem horas extras o que piora ainda mais a situação).

Não se questiona a atitude dos GCMs que fazem bico, pois, ganhar em media R$ 1,2 mil , e ter que pagar um aluguel e sobreviver. “Temos gente que faz bico em farmácia, que faz bico em boates, que faz bico em postos de gasolina,segurança pessoal.

Perdemos dias e noites de folga com a finalidade de complementar nossa renda devido à baixa remuneração paga pelos municípios realizando segurança privada.

Como estar feliz e prestar um serviço público com excelência recebemos pouco mais de mil reais. Calculem. Um aluguel, simples, é em torno de R$ 700. Água, luz, telefone. Gasolina, se tiver carro. E roupas. E o colégio dos filhos. Quanto se precisa mesmo para sustentar uma família e ter uma vida decente? Quanto se precisa, mais do que isso, para ter perspectiva? Sonho?

O GCM deve exercer suas atividades profissionais de caráter privado mas isso não deve interferir em sua folga descansando e interação com sua família e que possa estar energizado para a atividade policial.

Quem faz bico,é um herói pois esse não vai roubar, não vai assaltar, não vai se vender para o tráfico . Ele vai trabalhar dignamente. Vai ser um cidadão”.

Prefeitos falam em ter segurança pública, mas não querem ter despesas com os profissionais que a promovem. Há muito se promete valorização, mas, na hora, se descobre que não se tem dinheiro para isso e que era apenas falácias.

GCM João (nome fictício) há 20 anos na Guarda. Ele dá o próprio exemplo, pois foi por muitos anos foi motorista de ônibus quando entrou na corporação. “Na época nosso salário já era ruim. Isso não é de hoje. Já é histórico que a GCM paga mal. Então, eu saía da Guarda e ia trabalhar como motorista. Também trabalhei em posto de gasolina e em portaria de restaurante. Fiz três bicos , por necessidade. Tinha três filhos e com o baixo salário, ficava feliz quando conseguia um trabalho extra. Eu criei os filhos através do bico também.”

Matéria publicada em vários jornais sobre a proposta do prefeito de São Paulo pagar um bico oficial aos Guardas Civis Metropolitanos de São Paulo uma proposta infeliz pois só agrava o estado de necessidade que o GCM se encontra o projeto de lei prevê hora trabalhada para guarda-civil metropolitano inferior à remuneração para PMs causando uma total falta de prestigio e consideração por parte da administração jornal Diário de São Paulo 02/12/2011.

O Guarda Nelson Lino Gomes, 52 anos, está há 19 na GCM. Mesmo com duas décadas de corporação, ele precisa fazer bico em outros dois empregos para sustentar a família. “Eu trabalho de segunda a segunda e durmo três horas por dia”, conta. O GCM argumenta que a proposta do prefeito não vai tirar os guardas do bico, já que os grandes eventos ocorrem uma vez por mês. “Se fosse o esquema da Operação Delegada,( que é paga aos PMs pela prefeituta de SP) seria muito bom”, diz o servidor municipal.

Lino foi baleado duas vezes trabalhando fora da GCM fazendo bico.

Indignação com a situação salarial do GCM, cito o exemplo de outros profissionais. “Você já viu um policial federal fazer bico? Não faz bico! Já viu um juiz ou um promotor fazer bico? Não, pois eles têm um salário digno do que merecem. Só quem não tem o salário merecido é quem mete o peito para tomar um tiro na rua”.

70% fazem bico ou escalas de horas extras

Se não tem salário, que façamos bico , pois é melhor do que deixar a mulher e os filhos em casa com fome. Creio que mais de 70 % dos GCMs, nas grandes e medias cidades, fazem bico” e fazem escalas de hora extra para complementar a renda.

Guarda sempre

Você é Guarda sempre. Em casa, no ônibus, no mercado, vê um assalto e não vai fazer nada? Sabemos quantos colegas já se arriscaram em sua folga para agir e ajudar nossa sociedade".

Precisamos buscar o respeito ao policial, pois, o profissional já foi mais respeitado. Temos que ter uma Guarda forte que atue com condições de sair de casa com segurança e deixando a família bem.

Morando em terreno inimigo

GCMs devido aos baixos salários, muitas vezes tem que morar em lugares perigosos muitas vezes tem medo da situação, mas ele não tem outra opção. Nem sua farda pode ser colocada no varal após ser lavada pois poderia colocar em risco sua vida e de seus familiares.

A sociedade quer a Guarda

A sociedade quer bem a GCM. Isso eu já vi nas ruas, quando fazemos patrulhamento e a população vem nos elogiar.

A GCM é um exemplo para o Brasil mas dos órgãos de polícias, é a mais mal paga.”

Pesquisa CNI-IBOPE é um retrato da sociedade Brasileira no quesito segurança pública as Guarda Municipais ficaram em 3º refletindo a opinião do cidadão em acreditar no trabalho da Guarda ficando apenas atrás das forças armada e polícia federal.

Devemos ter em mente que não devemos nos contentar em bicos ou horas extras pois isso não resolve nosso problema causando em nossas vidas um mal muito maior o desgaste físico e psicológico.

Isso passa pelo social, por um policial bem pago, com viatura, armamento, condições de trabalho e uma educação para a sociedade”.

Porém, mais do que um bom salário, o GCM precisa ser respeitado e reconhecido como outrora.

Por enquanto em sua casa, contas o esperam. Pratos vazios. E crianças suas vendo crianças de bandido, ou de esperto, tendo o que elas não têm. É. Mas fique calmo. Natural que eles não estejam felizes. Mas a grande maioria dos Guardas podem apostar, ainda está disposta a morrer pelo cidadão sem chiar e sem ao menos o conhecer.

Postado por Os Municipais