segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Guardas Civis de Mossoró decidem se filiar ao SindguardasRN.

internet-blog-cabeçario2

Guardas civis decidem se desfiliar do Sindiserpum

Gildo Bento/Arquivo

Falta de representatividade técnica no Sindiserpum e ligação partidária entre sindicato

Carlos Guerra Júnior/Da Redação
Responsável por representar os servidores municipais de todas as categorias, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (Sindiserpum) vai perder uma dessas categorias. Isso porque os guardas civis municipais decidiram se desfiliar do sindicato.

Eles vão migrar para o Sindicato dos Guardas do RN (SindGuardasRN), de âmbito estadual e que já atua em Natal e outras cidades da Região Metropolitana. A decisão foi tomada em assembleia no último dia 16 e as desfiliações em massa acontecerão na próxima semana. A categoria tomou essa decisão por conta de dois motivos, sendo um técnico e outro político.

O motivo técnico é o fato da categoria não observar membros da diretoria do Sindiserpum capazes de discutir com propriedade sobre as principais causas dos Guardas Civis Municipais.

“Nós entendemos que o Sindiserpum busca lutar por nossas causas, mas não tem conhecimento de causa suficiente para intervir em favor das nossas reivindicações. Percebemos isso na nossa principal luta atual, que é a autorização para se ter porte de armas. Essa falta de técnicos é porque não tem um guarda ou alguém da área da segurança na diretoria do Sindiserpum”, ressaltou Rillien Rocha, coordenador do SindiGuardas em Mossoró.

Já a motivação política para essa desfiliação é que os guardas civis entendem que pode haver conflito de interesses em alguma disputa por reivindicações da categoria, porque “os dois lados da moeda” são filiados ao PT.

“O Sindiserpum é ligado ao PT, mas o vice-prefeito (Luiz Carlos) e a secretaria de segurança (Socorro Batista) também são. Então, entendemos que o Sindicato poderá não representar os servidores em alguma ocasião, devido a essa ligação. Por isso, preferimos trabalhar em um sindicato independente. Mesmo assim, acreditamos que não haverá um grande conflito para essa mudança. Até mesmo porque Gilberto Diógenes, que é vice-presidente do Sindiserpum, lutou pela criação do SindGuardas para se ter essa autonomia. Então, confiamos nessa identificação do sindicalista para entender a necessidade de mudança nesse processo”, disse Rillien Rocha.

A Guarda Civil Municipal de Mossoró tem cerca de 237 profissionais, e mais 98 aguardando o início do Curso de Formação para, ao final, ingressarem na instituição.

“Somos uma categoria rica em peculiaridade: Regime Disciplinar Interno - RDI, única instituição municipal capaz de portar armas de fogo, escalas de serviços, enfim, não para por aí. Desse modo, precisamos de uma força sindical que conheça nossas peculiaridades, nossas fragilidades, virtudes e competências. É exatamente nesse ponto que surgiu o apelo e a necessidade de nos afiliarmos a um sindicato que atendesse nossas demandas. O SindGuardasRN já existe em Natal e noutras cidades daquela região que tem Guardas Civis. É uma instituição em nível estadual e reconhecida nacionalmente por sua capacidade de negociação e singular poder de articulação”, finalizou Rillien Rocha.

http://www.defato.com/noticias/40386/guardas-civis-decidem-se-desfiliar-do-sindiserpum

Nenhum comentário: